quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

1

Confissões

É, acho que é uma bom título. Afinal, qual a finalidade de um blog? Sim, um blog de uma pessoa como eu. Uma pessoa comum. Mais uma entre milhoes de brasileiros. Eu poderia dizer que sou diferente das outras pessoas, que sou mais forte do que elas, mas quem sabe?
Só por causa da orfandade precoce? E quantos são pelo mundo? Só porque eu sofri muito por ter que, desde cedo, aprender a me virar? Isso faz de mim um ser diferente? E quantas crianças nao tem nenhuma perspectiva de vida? Nao estudam, nao tem família que lhes apoiem, um alguém pra estender a mão, nem um colo pra chorar?
Eu sempre me senti muito só e cresci assim. Meio isolada de tudo, apesar de ser uma pessoa extrovertida, sempre  deixei a minha timidez me dominar. Aos poucos eu tento mudar e perder o medo de certas coisas. Mas esse defeito (todos temos) nao faz de mim uma fraca, nem tampouco forte porque consigo superar os medos e os obstáculos a cada dia. Sou apenas uma pessoa que vive.
O que acontece é que eu vivo um dia de cada vez, sabe?
E sempre que surgem aqueles problemas "irreversíveis", eu oro, peço orientação a D'us e saio da dificuldade.
Nao que eu seja uma rocha, mas tento ser o mais forte e firme possível. Sempre tento.
Existem aquelas horas que a gente pode ser fraca. Chorar, confessar seus medos, receios, seus amores, mas eu digo: Não é pra qualquer um admitir fraquezas e muito menos se diz a qualquer um.
Quem sabe um dia.

1 comentários:

oquedeveserdito disse... [Responder comentário]

Que lindo. Começar uam segunda-feira lenbdo um post sensível como esse é a certeza de uma semana ótima. Olhe você pode até não ser uma rocha, mas certamente um dos corações mais bonitos, sem ser duro, que eu conheço.E essa força vem dele. Tenho certeza disso.

Olá!
Obrigada por ler e deixar o seu comentário!
Nao esqueça de colocar o seu e-mail pra contato.